Justiça Federal firma acordo com o TRT e define nova estratégia para Urbana pagar dívidas trabalhistas

O processo de execução fiscal da Companhia de Limpeza Urbana de Natal, que tramita na Justiça Federal no Rio Grande do Norte e envolve dívida superior a R$ 300 milhões, ganhou um novo e importante capítulo. A Seção Judiciária potiguar firmou termo de cooperação com o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região, definindo  bloqueio que será feito mensalmente pela JFRN e repassado o valor para o TRT. Essa etapa do processo de governança judicial, como é chamado tecnicamente, contou também com a anuência Município de Natal.

No total, serão R$ 500 mil por mês que o Judiciário Federal potiguar bloqueará da conta da Urbana, diretamente do repasse feito pelo Fundo de Participação dos Municípios. Com isso, será realizada a gestão dos processos em trâmite no Judiciário do Trabalho, identificando as demandas por vara e a ordem de antiguidade a ser seguida para fins de pagamento, fazendo o repasse às respectivas Varas do Trabalho para fins de pagamento dos processos.

O acordo prevê participação do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, que será responsável por mediar as negociação para o acordo coletivo entre o Sindlimp e a própria Urbana.O Termo de Cooperação Judicial foi assinado pelo Juiz Federal Caio Diniz Fonseca, que atua em auxílio na 6ª Vara, e pelos magistrados do Trabalho Cácio Oliveira Manoel e Simone Medeiros Jalil e o procurador geral do Município Fernando Pinheiro de Sa e Benevides.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.