Morro do careca, maior cartão postal de Natal, tem erosão cada vez maior

O Morro do Careca, maior cartão postal da cidade de Natal, apresentou nesta semana uma erosão que chamou a atenção dos moradores da região. Um deslizamento foi observado na parte inferior direita do morro e um sedimento avermelhado passou a ser visto no local. Apesar do processo erosivo ser natural, desta vez a alteração preocupou a população. 

Há alguns anos o morro do careca tem sofrido com relação ao processo erosivo. Este é um processo de caráter natural devido ao transporte eólico, mas boa parte da degradação também se dá devido ao uso inadequado do lugar no passado. Antigamente as pessoas tinham acesso livre ao morro, subiam até mesmo com motocicletas. Desde que o morro foi cercado e o acesso da população proibido, o processo erosivo, se tornou natural e passou a ser mais influenciado pela ação do vento, da chuva e até pela própria gravidade.

A feição do Morro do Careca, naturalmente, mudou ao longo do tempo. Por meio de registros antigos, é possível ver que o monumento sofreu alterações na vegetação, na inclinação e na altura. A erosão costeira existe em todo litoral, em qualquer parte do mundo. É possível fazer uma intervenção, mas ela é desaconselhada, porque isso mudaria o equilíbrio do ecossistema e alteraria uma sequência que é natural. É importante entender que, naturalmente, essa areia vai retornar. É um ciclo de tirar e recompor a areia de acordo com a ação do vento e outros fatores.


0 comments on “Morro do careca, maior cartão postal de Natal, tem erosão cada vez maiorAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!