General Girão rebate críticas e diz que apoia PMs em PEC dos militares

O deputado federal potiguar Girão Monteiro (PSL) contestou nesta quarta-feira (21), a informação de que ele não teria assinado a emenda ao projeto de lei 1.645/19, que garante aos policiais militares e bombeiros militares de todo o Brasil o mesmo tratamento social para as Forças Armadas. O parlamentar argumenta que estava em período de licença médica e que, por estar longe das atividades na Câmara, não poderia ter assinado o documento. Ele ressaltou que é, sim, favorável à medida.

O representante do PSL retornou aos trabalhos do legislativo na última terça-feira, 20, após se recuperar de uma cirurgia cardíaca. “Gostaria de apresentar o meu protesto a quem está divulgando que eu sou contra a presença das polícias nesta PEC. Em nenhum momento eu declarei isso daí. Houve um documento que circulou no plenário da Câmara há duas ou três semanas, inclusive da comissão na qual eu faço parte, mas eu estava afastado e estou voltando agora aos trabalhos”, detalhou o general da reserva.

Segundo ele, o posicionamento em relação ao projeto de lei é de apoio para a inclusão de policiais militares e bombeiros militares. “Todas as vezes que fui chamado para me posicionar a respeito dessa situação, eu me posicionei a favor. Se eu não assinei o documento, é porque eu estava fora [da Câmara] por restrições médicas”, reforçou.

0 comments on “General Girão rebate críticas e diz que apoia PMs em PEC dos militaresAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *