Hotelaria potiguar registra queda de 45% na ocupação, em comparação ao ano anterior

Hotelaria potiguar registra queda de 45% na ocupação, em comparação ao ano anterior

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), em pesquisa realizada entre seus associados, registrou uma queda na ocupação hoteleira no ano de 2020 de 45,3%, comparado ao ano de 2019.
A ocupação registrada no ano de 2020 no RN foi de 30,5%, sendo em Natal de 38,8% e Pipa, 39,3%. Em 2019, o ano fechou com uma ocupação de 55,7%, sendo Natal com 64,5% e Pipa, 57%.

Na primeira semana de 2021 foi publicado uma pesquisa de Sondagem Empresarial, do Ministério do Turismo, feita com agências e organizações de viagens com base em clientes que procuraram por pacotes de viagem e meios de hospedagem, e constatou que a capital do Rio Grande do Norte, Natal, foi o destino mais procurado para o verão, ficando na frente de locais como Foz do Iguaçu-PR e Fortaleza-CE. 

Entretanto, o presidente ABIH-RN, Abdon Gosson, afirma que apesar da grande procura, Natal não foi o destino mais vendido. Segundo o empresário, o que explicaria a queda de quase 45% na ocupação hoteleira, em comparação ao ano de 2019, foi o alto custo das passagens aéreas para a capital potiguar, além da divulgação pela imprensa da segunda onda da Covid.

A perspectiva hoteleira para janeiro de 2021 até agora, é de 60% na capital potiguar, e em Pipa é de 50%, vale ressaltar que esse número vem aumentando a cada semana. “A pandemia trouxe uma peculiaridade para o turismo regional, muita gente está deixando para comprar em cima da hora, pelo menos nos últimos 10 dias ou última semana, então muitas vezes quando achamos que vai dar uma ocupação de 50% / 60%, quando vê ela chega a cerca de 65%, que foi o que aconteceu agora no final de ano.”, comentou Abdon Gosson, que se vê otimista para a recuperação da hotelaria em 2021.

0 comments on “Hotelaria potiguar registra queda de 45% na ocupação, em comparação ao ano anteriorAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Blog do Rodrigo Loureiro