Recuperação de barragens foi tema de reunião com missão do Banco Mundial

As obras de recuperação de seis reservatórios potiguares, contratadas pelo Governo do Estado, por meio do Projeto Governo Cidadão, foram discutidas, na tarde de ontem (24), na Escola de Governo, entre gestores da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e equipe do Banco Mundial.  

A reunião, que faz parte da agenda da segunda missão do Banco em 2019, teve como principal objetivo estabelecer as diretrizes de intervenção para o início das obras de recuperação da barragem de Pataxó, em Ipanguaçu, e a conclusão das obras de recuperação do açude de Lucrécia.  

Também foram discutidos os aspectos sociais, ambientais e técnicos para acelerar o processo de licitação das obras de recuperação do açude Bodó, em Tenente Ananias, Apanha Peixe, em Caraúbas, Boqueirão de Angicos, em Afonso Bezerra, e Novo Angicos, em Angicos. A Semarh elaborou todos os projetos executivos, integra a comissão de acompanhamento e avaliação das obras e gerencia os contratos, em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento e Finanças (Seplan).

Participaram da reunião o secretário adjunto da Semarh, Carlos Nobre, o consultor do Banco Mundial e especialista em barragens, Augusto Mendonça, a especialista sênior em gestão de recursos hídricos, Paula Freitas, os engenheiros do Núcleo Ambiental do Governo Cidadão, Mathews Alencar e Jonathan Jamaik, e os assessores técnicos da Semarh, Carlos Linhares e Valdecir Rocha.

0 comments on “Recuperação de barragens foi tema de reunião com missão do Banco MundialAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!