Cirurgia contra epilepsia refratária é pioneira no RN

No dia 13 deste mês, uma mulher de 58 anos se submeteu ao procedimento cirúrgico com a técnica estereoeletroencefalografia (Stereo-EEG), para pacientes com epilepsia. O Rio Grande do Norte é o primeiro estado do Nordeste a realizar esse tipo de procedimento.

O neurocirurgião Dr. Thiago Rocha, contou que esta técnica é incrivelmente benéfica, principalmente para pacientes com epilepsia refratária ou fármaco-resistentes, isto é, pessoas que não respondem ao tratamento medicamentoso.

“O grande desafio na cirurgia de epilepsia é a localização da região cerebral que está gerando as crises. Esta técnica permite diagnosticar de maneira precisa a localização do foco epiléptico e consiste em implantar eletrodos em regiões cerebrais acometidas pela doença. Uma vez implantados os eletrodos cerebrais, o paciente é monitorizado através de um aparelho de vídeo-EEG e avaliado de maneira contínua por um Neurofisiologista”, explica o Doutor Thiago.

Com esse procedimento, o médico localiza o foco epiléptico e programa a posterior retirada da região cerebral que está doente, melhorando o diagnóstico médico e dando mais capacidade de êxito para o controle da doença.  A estereoeletroencefalografia é uma técnica recente no Brasil, apesar de ter sido descrita pela primeira vez na década de 50 por Bancaud e Talairach, na França.

A cirurgia ocorreu na Casa de Saúde São Lucas e a paciente está tendo uma boa recuperação, de acordo com a equipe médica, formada pelo Dr. Thiago Rocha (Neurocirurgião), Dr. Wallace Andrino (anestesista da equipe) e o Dr. Pedro Aquino, (Neurofisiologista).

0 comments on “Cirurgia contra epilepsia refratária é pioneira no RNAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!