Câncer de mama é um dos temas de jornada de ginecologia em Natal

O câncer de mama é um problema de saúde já conhecido da população e é o tipo mais comum entre as mulheres. Para o Brasil, estimam-se 59.700 novos casos de câncer de mama, entre 2018 e 2019, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres – segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Apesar de existir uma maior disposição ao desenvolvimento da doença entre mulheres com mais de 50 anos, no Brasil, há uma tendência de aumento da mortalidade por câncer de mama em mulheres de 20 a 49 anos.

Esse tema será um dos abordados na 32° Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Norte, que vai acontecer de 8 a 10 de agosto em Natal. Aberto a médicos ginecologistas e obstetras, estudantes de medicina, residentes, além dos demais profissionais da atenção primária, como do Programa Saúde da Família (PSF), o evento é promovido pela Associação de Ginecologia e Obstetrícia do RN.

De acordo com estatística, o maior aumento proporcional do câncer de mama é na região Nordeste. Em um contexto geral, prevê-se que até 2020, a doença seja diagnosticada em mais de 1,97 milhões de mulheres em todo o mundo, e 622 mil morrerão dessa doença.

Segundo pesquisa, nos países da América Latina, a mortalidade por câncer é, em geral, aproximadamente duas vezes maior que nos países mais desenvolvidos, e a incidência e a mortalidade tendem a aumentar continuamente nas próximas décadas, devido a sistemas de saúde despreparados para atender a esta doença.

0 comments on “Câncer de mama é um dos temas de jornada de ginecologia em NatalAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!