Apesar de Governo do RN tentar impedir, policiais decidem manter paralisação por atraso do décimo

Por William Medeiros – com informações do Agora RN.

Nesta quinta-feira (23) a desembargadora Zeneide Bezerra deferiu parcialmente a medida de urgência requerida pelo Governo do Rio Grande do Norte, proibindo qualquer tipo de paralisação no dia 7 de setembro de 2018, que possa prejudicar a rotina regular dos policiais e bombeiros militares estaduais, principalmente, por se tratar de uma data histórica da nação. Em caso de descumprimento, ela impôs a cada uma das associações dos militares multa de R$ 50 mil. Apesar da multa, a categoria garantiu que irá manter a mobilização no Dia da Independência.

Diante da determinação, as associações anunciam que mantêm o ato. “Nós respeitamos as decisões judiciais, porém continuamos firmes na defesa do que é nosso direito garantido pela Constituição Federal, o salário”, afirma a subtenente Márcia Carvalho presidente em exercício da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN). Com isso, se o Governo do Estado não quitar o compromisso com toda a categoria até o próximo dia 06, os policiais paralisam as atividades no dia 07 de setembro.

Foto: Focus concurso.

0 comments on “Apesar de Governo do RN tentar impedir, policiais decidem manter paralisação por atraso do décimoAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *