PM que matou advogada a pauladas deve ser expulso da Corporação e transferido para Alcaçuz

Por William Medeiros – com informações do G1.

O soldado da PM potiguar Gleyson Alex de Araújo Galvão, condenado na semana passada a 20 anos de prisão por ter matado a pauladas sua ex-namorada, a advogada Vanessa Ricarda de Medeiros, de 37 anos – deve ser expulso da corporação. O crime aconteceu em fevereiro de 2013 dentro de um motel na cidade de Santo Antônio, distante 70 quilômetros de Natal. Gleyson ainda deve deixar o batalhão onde está preso, em Mossoró, na região Oeste do estado e deve ser transferido para a Penitenciária Estadual de Alcaçuz. As determinações para a perda do cargo público e da transferência para um presídio comum são da juíza Marina Melo Martins Almeida, em complemento à sentença inicial.

Gleyson foi condenado pelo crime de homicídio triplamente qualificado, cometido por motivo fútil através de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. A pena foi de 18 anos, acrescida mais um ano devido ao meio cruel e, outro ano, devido ao crime ter sido cometido contra uma mulher. O julgamento foi presidido pela juíza Tatiana Socoloski na comarca de Santo Antônio, distante 70 quilômetros de Natal.

Foto: Reprodução/G1RN.

 

0 comments on “PM que matou advogada a pauladas deve ser expulso da Corporação e transferido para AlcaçuzAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *