Aud._Pblica_UTIs._Ft.Joo_Gilberto._2

AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE DÉFICIT DE LEITOS DE UTI NO RN

A Assembleia Legislativa realizou na manhã desta segunda-feira, 28, a audiência pública que debateu os problemas da falta de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) na rede estadual de saúde. A proposição do deputado Getúlio Rêgo (DEM) reuniu diretores dos principais hospitais públicos do Rio Grande do Norte e representantes da Secretaria Estadual de Saúde, e Ministério Público Federal e Estadual e contou com a presença do senador Paulo Davim (PV/RN).

O secretário estadual de Saúde, Domício Arruda, relatou a dificuldade de se contratar profissionais habilitados para trabalhar em UTIs, o que segundo ele dificulta a abertura de novas vagas. Já segundo o diretor do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), Ricardo Lagreca, também tem que ser observada a falta normatização para que os médicos só indiquem a UTI em casos realmente necessários.  Na questão da UTI neo-natal, o diretor da Maternidade Januário Cicco, Kleber Morais, relatou a dificuldade de vagas para estes casos.

O senador Paulo Davim (PV/RN) defendeu a volta do curso de formação de médicos intensivistas, que não existe mais no Rio Grande do Norte. E revelou que sugeriu ao Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a criação da UTI tutelada. No interior do Estado existem espaços prontos mas que não podem receber pacientes de UTI por que não tem um responsável legal, esta medida aliviaria o problema até uma solução definitiva.

Aud._Pblica_UTIs._Ft.Joo_Gilberto._2

{module Banner Entre Notas|none}

0 comments on “AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE DÉFICIT DE LEITOS DE UTI NO RNAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!